Os sete times brasileiros presentes na Copa Libertadores voltam nesta semana a entrar em campo pela competição, pela quinta rodada da fase de grupos. Quatro deles jogam hoje (18): Palmeiras x Defensa y Justicia e The Strongest x Santos, às 19h15 (de Brasília), e Fluminense x Junior Barranquilla e São Paulo x Racing, às 21h30.

Flamengo e Atlético-MG jogam amanhã (18), às 21h, contra LDU (Maracanã) e Cerro Porteño (no Paraguai), respectivamente, enquanto o Inter fecha a jornada dos brasileiros na quinta (20), quando visita o Olimpia, às 21h.

Dentre eles, qual tem o jogo mais fácil? E qual tem a maior pedreira? Fizemos essas perguntas aos colunistas do UOL Esporte. Confira as respostas:

Agora os níveis de dificuldade dos jogos terão relação direta com as situações dos times nos grupos. Sendo assim, o mais complicado parece ser o Santos contra o Strongest, obrigado a vencer na altitude. O mais tranquilo será o do Palmeiras, provavelmente reserva e já com o primeiro lugar garantido, contra o Defensa.
ANDRÉ ROCHA

Em função da dificuldade criada pelos clubes dentro da Libertadores na busca por classificação, Olímpia x Inter e Strongest x Santos se tornaram os desafios mais complicados dos times brasileiros.
ANDREI KAMPFF

Teoricamente, o São Paulo e o Palmeiras teriam os jogos mais tranquilos. Mas mandarão reservas a campo, o que muda tudo. Ninguém vencerá com tranquilidade. A maior pedreira, disparado, é a do Inter. Até pelo contexto. Se perder, possivelmente acabará eliminado da Libertadores.
JULIO GOMES

O Santos encara o adversário mais fraco, o The Strongest, mas tem o efeito altitude que equilibra o confronto. Nos outros jogos vejo o Fluminense bem favorito contra o Junior Barranquilla. Inter e Atlético-MG terão os jogos mais difíceis fora contra Olimpia e Cerro Porteño fora, respectivamente.
MARCEL RIZZO

Os mais duros são Olímpia x Inter e Strongest x Santos. São jogos que podem decidir a vaga. Inter, Olímpia, Always Ready e Tachira tem os mesmos seis pontos. O Santos tem seis, como o Boca. Estão atrás do Barcelona, com nove. E vai jogar na altitude. O mais fácil me parece ser o do Palmeiras 100% contra o Defensa y Justicia. Da até para poupar jogadores para a final do Paulista.
MENON

Santos e Inter terão pedreiraças. Tanto pelos rivais quanto pelo risco de eliminação da Libertadores. E é bem difícil apontar alguém que terá vida fácil. Mas podemos dizer que os já classificados (Atlético-MG e Palmeiras) jogarão sem peso nesta semana.
MILTON NEVES

Jogo mais duro tem o Inter contra o Olimpia. É fora de casa e num grupo extremamente equilibrado. Perder pontos é proibido. O mais suave, em tese, é o do Palmeiras, em casa, contra o Defensa y Justiça. Além de melhor, o time de Abel Ferreira tem a tranquilidade de liderar o grupo com folga.
PERRONE

Teoricamente Palmeiras, Fluminense e Flamengo têm os jogos mais tranquilos por jogarem em casa. Mas a maratona de jogos e proximidade das finais dos estaduais podem atrapalhar. O São Paulo, mesmo jogando em casa, tem o adversário mais complicado. O Racing tem um bom time e briga com o tricolor pelo primeiro lugar do grupo. Já Santos tem o adversário mais fraco (The Strongest), mas joga na altitude. Por outro lado, Inter e Atlético-MG, terão adversários duros no Paraguai (Olimpia e Cerro Porteño respectivamente), mas têm totais condições de voltarem com pelo menos um empate de lá.
RODOLFO RODRIGUES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui