Bruno Henrique em ação pelo Flamengo contra o Bangu (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

Na última quarta-feira (19), o Flamengo recebeu a LDU em partida que terminou empatada por 2 a 2. O confronto começou com escalação inusitada pelo lado brasileiro, o que já fez com que os torcedores ficassem alerta a qualquer situação que ocorresse com os atletas do Fla.

Inicialmente, Bruno Henrique foi um dos jogadores que assistiu a primeira parte do confronto do banco de reservas. Assim, o camisa 27 viu Arão ser expulso com apenas 15 minutos de jogo. Depois disso, ele acompanhou as táticas da equipe adversária de punir outros atletas rubro-negros sempre que havia alguma falta.

De acordo com o jornalista Cahê Mota, o jogador ficou revoltado com as frequentes reclamações da LDU sobre lances e mandou um recado inusitado para o banco de reservas equatoriano. “Vocês são um time de cagões. Toda hora querem cartão”, disse o atacante.

Mais tarde naquela mesma partida, Bruno Henrique foi uma das substituições feitas por Rogério Ceni e também recebeu cartão, amarelo desta vez. O árbitro da partida confundiu o atleta com Ramon, que solou um dos adversários, e aplicou a advertência para atacante rubro-negro.

Mesmo depois de muita reclamação dos próprios jogadores, e da equipe técnica, o juiz não mudou seu posicionamento e manteve o cartão. Assim, como já estava pendurado, o camisa 27 não poderá atuar no jogo contra o Vélez na próxima semana.

Enquanto isso, Bruno Henrique deverá ser um dos escalados para a final contra o Fluminense deste sábado (22). O clássico ocorrerá às 21h05 (horário de Brasília), no Maracanã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui