Folga no domingo e reapresentação marcada para às 16h de hoje (24). Com as baterias recarregadas e a conquista do Campeonato Mineiro já no passado, o Atlético-MG entra em “modo Copa Libertadores” e se prepara para o principal compromisso da temporada. Tendo pela frente o modesto La Guaira-VEN, amanhã (25), pela última rodada da fase de grupos da competição, o Alvinegro busca a vitória para ser matematicamente o dono da melhor campanha geral.

Caso conquistem este objetivo no Mineirão, Cuca e seus comandados poderão decidir os duelos das fases seguintes (até as semifinais) em Belo Horizonte. Cabe lembrar que a final da Libertadores será disputada em jogo único no estádio Centenário, em Montevidéu, Uruguai.

Com 13 pontos conquistados em 15 possíveis, além oito gols de saldo, o Galo não será alcançado por nenhum concorrente, caso conquiste mais um triunfo, chegando aos 16. Caso empate ou perca, precisará torcer por tropeços para seguir como o melhor entre os 31 participantes do torneio.

“Quando você entra, você vai ter o seu modelo de jogo. Outro dia eu fiz um losango que achei interessante e teria um culpado se o time perdesse. Hoje [sábado, na final contra o América-MG], nós já jogamos com o time mais aberto, mas também não foi um jogo vistoso, foi mais pegado, muito disputado. Você não vai ter chances claras, um espetáculo, mas vai ter entrega que é tão bonita quanto. E temos que valorizar isso, o espírito dos atletas dentro de campo. Espírito de quem quer vencer. Agora temos tudo para terminar em primeiro na Libertadores”, destacou Cuca durante a coletiva do título estadual, ainda no Mineirão.

“Eu tenho 63 partidas em BH e perdi uma, que foi uma quarta-feira seguinte à Libertadores. Saímos ganhando com o gol do Bernard e nós tomamos dois gols do Athletico-PR. Duvido ter um treinador com esse histórico. E isso nos dá muita força, nosso time é forte dentro de casa. E fora também estamos bem. Estamos criando essa identidade nova dentro do grupo, que tinha uma maneira de jogar e está se adequando a outra maneira”, acrescentou.

Situação dos concorrentes do Galo pela primeira colocação geral da Libertadores:

Grupo A – Palmeiras: 12 pontos – máximo 15 pontos – 7 gols de saldo.
Grupo B – Ninguém alcança o Atlético-MG.
Grupo C – Barcelona de Guayaquil: 10 pontos – máximo 13 pontos – 5 gols de saldo.
Grupo D – Ninguém alcança o Atlético-MG.
Grupo E – Racing-ARG: 11 pontos – máximo 14 pontos – 4 gols de saldo.
Grupo F – Argentinos Juniors: 12 pontos – máximo 15 pontos – 6 gols de saldo.
Grupo G – Flamengo: 11 pontos – máximo 14 pontos – 5 gols de saldo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui