O Flamengo fechou sua participação na fase de grupos da Libertadores com um empate sem gols contra o Vélez Sarsfield, nesta quinta-feira (27). Embora tenha terminado na liderança de seu grupo, o Fla teve uma atuação pouco inspirada no Maracanã. Sobrou para o técnico Rogério Ceni, alvo das críticas da torcida e questionado mesmo após as conquistas dos títulos do Brasileirão e do Carioca.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte – com os jornalistas Vinícius Mesquita, Renato Maurício Prado, Alicia Klein e José Trajano – os comentaristas analisaram o desempenho do Flamengo na partida desta noite. E eles foram unânimes ao afirmar que não gostaram da atuação dos rubro-negros.

“Acho que esse Flamengo continua sendo um time absolutamente não confiável. Ganhou os três primeiros e não jogou nada nos três últimos. O time do Rogério Ceni não jogou nada. Alguns jogadores tiveram atuação abaixo da crítica. Mas o Flamengo não tem esquema tático claro, nem jogadas ensaiadas. Depende da genialidade dos seus jogadores”, criticou Renato.

Alicia também vê parcela de culpa de Ceni na atuação de pouco brilho do Flamengo. “Se um treinador não se faz entender pelos jogadores, o problema é dele. Se o Flamengo tem um problema no setor ofensivo, fica muito difícil defender o Rogério. A defesa costumava ser o problema. Material humano ele tem. Esse elenco é praticamente o mesmo de 2019. A grande diferença é o técnico”, comentou.

Para Trajano, o desempenho de alguns jogadores do Flamengo deixou a desejar contra o Vélez Sarsfield. “O Gabigol decepcionou. O que o Pedro jogou? O Rodrigo Caio fez umas faltas tristes, desnecessárias. O Vitinho entrou e não fez rigorosamente nada. Foi um Flamengo que não deu bola para o jogo. Era favorito, mas o Vélez surpreendeu um pouco. Foi um jogo melancólico de final de primeira fase de Libertadores”, afirmou.

Renato acrescentou um nome à lista de jogadores que não foram bem nesta noite. “O Gerson jogou com dois fones de ouvido, aprendendo aulas de francês”, disse, referindo-se ao forte interesse do Olympique de Marselha em contratar o meio-campista. Substituído contra o Vélez Sarsfield, ele se irritou ao deixar o campo e arremessou uma garrafa d’água no banco de reservas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui