Diego Alves em treino no Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

O Flamengo fez uma boa estreia no Campeonato Brasileiro, domingo, no Maracanã, e venceu o Palmeiras por 1 a 0, com gol de Pedro. Muito mais a celebrar do que se preocupar, especialmente pelo desempenho no segundo tempo, que contou com uma diferença fundamental: velocidade com objetividade em lampejo de Bruno Henrique que lembrou 2019.

Suspenso contra o Vélez, na Libertadores, o atacante voltou ao time e fez dupla com Pedro, já que Gabigol não atuou por causa de uma indisposição gástrica. A jogada individual que BH fez na segunda etapa, se livrando de dois marcadores na corrida e cruzando na medida para Pedro, decidiu a partida.

— O Bruno Henrique é fundamental no meu sistema de jogo. Gosto muito dele. Sem velocidade, vimos contra o Vélez que é muito difícil chegar ao gol. Pode construir, construir… É muito importante a presença de um Bruno Henrique – elogiou Rogério Ceni.

Assim como fez em sua volta ao time, contra o Vélez, Diego Alves foi a voz do sistema defensivo e deu segurança na saída de bola com os pés. Contra o Palmeiras, ele trabalhou muito mais, foi determinante para o resultado e para o time passar pela segunda partida seguida sem ser vazado. A defesa mais impressionante foi ainda no primeiro tempo, com os pés, cara a cara com Luiz Adriano.

Mas foi uma tarde em que todo o sistema defensivo mereceu elogios. Isla, Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís tiveram bom desempenho na marcação e conseguiram, principalmente, segurar Rony e suas arrancadas em velocidade.

Filipe Luís mais uma vez foi um caso à parte. Sereno na saída de bola, preciso na marcação e, desta vez, até mais presente perto da área adversária.

No setor de criação, Arrascaeta foi o destaque na armação. Everton Ribeiro melhorou na segunda etapa e ajudou o time a envolver mais o Palmeiras, que atuou o tempo inteiro fechadinho na defesa em busca dos contra-ataques.

A vitória, principalmente por ser diante de um rival apontado como concorrente pelo título, foi um ótimo cartão de visita para o Flamengo na luta pelo tricampeonato. Daqui para frente, principalmente até o fim da Copa América, a tendência é de um time desfalcado e remodelado que terá que reinventar para não deixar cair muito o rendimento durante a ausência dos principais jogadores.

O Flamengo, que teve partidas adiadas por causa da Data Fifa, só volta a campo no dia 10 de junho, para enfrentar o Coritiba, pela Copa do Brasil.

Retirado de: Globo Esporte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui