O Flamengo começou o Campeonato Brasileiro apontado como o principal favorito ao título, que seria o seu terceiro consecutivo após vencer as edições de 2019 e 2020, mas também deverá ser afetado pelas convocações para as Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo e a Copa América, com jogadores como Gabigol, Everton Ribeiro e Rodrigo Caio na seleção brasileira, Arrascaeta na uruguaia e Isla na chilena.

Em sua participação no UOL News Esporte, com Domitila Becker, Renato Maurício Prado afirma que não aponta o Flamengo como favorito ao título brasileiros juntamente devido aos desfalques que Rogério Ceni deverá ter em seu elenco durante o período de realização da Copa América, colocando o Palmeiras em vantagem, mesmo também afetado pelas convocações.

“Se fosse um campeonato normal, eu diria a você que os favoritos, eu não vou dar um favorito, os favoritos seriam Flamengo e Palmeiras. O Flamengo não é favoritos justamente por conta dessa maldita Copa América, imagine o Flamengo tendo de jogar faltando sete jogadores, ou cinco jogadores, é outro time, é um time muito mais fraco, muito mais frágil”, afirma Renato.

“Eu só digo que o Flamengo não é favorito por causa disso. Se não fosse isso, estaria dizendo aqui sim que o Flamengo é o favorito. Mas com essa Copa América, até que cancelem essa Copa América, eu acho que o favorito é o Palmeiras”, completa.

O jornalista também comenta o crédito de Rogério Ceni com o torcedor após o bom início no Campeonato Brasileiro e a classificação tranquila na Libertadores. Para ele, apenas uma sequência de bons resultados e a conquista de títulos como o nacional ou o continental poderia melhorar sua imagem junto ao torcedor.

“O lema do Ceni tem que ser uma das partes do hino do Flamengo, ‘vencer, vencer, vencer’. Porque enquanto ele continuar vencendo, a torcida vai suportá-lo e talvez até, dependendo da sequência de vitórias, começar até a gostar um pouquinho dele, mas se ele tropeçar, aí a coisa volta toda atrás, porque há realmente muitas restrições em relação ao trabalho dele e algumas atitudes que ele toma, decisões erradas”, diz Renato.

“Mas com o time vencendo qualquer um, se o Flamengo for tricampeão brasileiro com o Rogério Ceni, ele aí vira ídolo da torcida, só assim ele vai virar ídolo da torcida, ou se ganhar, por exemplo, a Libertadores, aí também ele entra no panteão dos ídolos da torcida, mas ainda precisa ganhar muito para chegar lá”, conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui