Parede do Ninho do Urubu personalizada com os dizeres: “Acima de Tudo Rubro-Negro” (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Com muitos clubes passando por corte de gastos, o Flamengo, que também segue tal caminho, segue investindo em sua estrutura. Depois de comprar duas câmaras hiperbáricas, o Rubro-Negro está perto de adquirir mais dois destes equipamentos para o Ninho do Urubu. Cada aparelho custa cerca de R$ 300 mil, o que totaliza um investimento na casa dos R$ 1,2 milhão. A informação é do portal “Globo Esporte”.

As câmaras hiperbáricas são vistas como um passo importante na recuperação de atletas lesionados e também no processo de regeneração após as partidas. Segundo Marcio Tannure, gerente de Saúde e Alto Rendimento do Flamengo, o equipamento vem fazendo a diferença nos processos com os jogadores.

Câmaras hiperbáricas auxiliam na recuperação dos jogadores

— Temos tido um resultado muito bom, tanto que estamos fazendo um adendo no contrato e vamos adquirir mais duas câmaras, para que possamos ter mais agilidade e mais atletas poderem fazer ao mesmo tempo. Não só para tratar lesão, mas para melhorar recuperação pós-treino e, consequentemente, prevenir, explicou o gerente Tannure.

O Flamengo foi o primeiro clube no país a comprar o equipamento, que já é usado na Europa há mais tempo. Cuiabá e Corinthians também estão começando a se movimentar para adquirir as câmaras hiperbáricas.

Retirado de: O Dia


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui