O Flamengo concluiu a negociação de Gerson com o Olympique de Marselha no último final de semana, se desfazendo de um jogador importante no elenco que conquistou dois títulos brasileiros e uma Libertadores nos últimos dois anos, ao mesmo tempo em que levará um valor que pode atingir 30 milhões de euros (cerca de R$ 190 milhões) caso o jogador atinja algumas metas. E Gerson pode não ser a única venda do clube rubro-negro na próxima janela.

No podcast Posse de Bola #132, Mauro Cezar Pereira afirma que o clube fez uma projeção alta de arrecadações de bilheteria, sendo que não conta com público nos seus jogos no Maracanã desde o ano passado devido à pandemia, o que faz com que o Rubro-negro deva precisar vender mais jogadores para chegar à arrecadação que estipulou para este ano.

“O Flamengo colocou absurdamente no seu orçamento, na projeção para esse ano, R$ 100 milhões em bilheteria e não vai ter R$ 100 milhões de bilheteria, não vai ter, claro. Esquece essa receita, se o Flamengo arrecadar algum dinheiro com bilheteria e consequentemente começar a crescer o sócio-torcedor, que uma coisa está atrelada à outra, não chegará a esse número, então, esse dinheiro tem que sair de algum lugar”, diz Mauro Cezar.

“Vai precisar sim vender mais, isso é muito provável que aconteça, então, até o torcedor que fica esperando que parte desse dinheiro seja utilizado em contratações, não vai acontecer nenhuma contratação dessas de 10 milhões deu euros, 8 milhões de euros, é muito pouco provável, 15 milhões de euros, eu diria que é quase impossível, não vou dizer que é impossível porque sei lá, dirigentes, por mais que nesse aspecto esses dirigentes do Flamengo façam a lição de casa direitinho muitas vezes, nesse quesito específico, não dá para garantir. Mas a tendência é que não aconteça, se o Flamengo for ao mercado, ele vai tentar buscar jogadores em final de contrato, jogadores a um preço mais acessível, oportunidades”, conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube –neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui