Substituto de Rogério Ceni no comando, Maurício Souza analisou a vitória do Flamengo por 1 a 0 sobre o Coritiba, pela Copa do Brasil, e revelou que a entrada de Rodinei no lugar de Matheuzinho foi um pedido de Rogério Ceni, que não dirigiu o time por estar com covid-19.

O interino contou ainda que Ceni se manteve presente e passou tranquilidade para a comissão técnica e os jogadores antes do jogo no Couto Pereira.

“Sem dúvida que o Matheus estava fazendo um grande jogo, mas o Rodinei entrou bem. A substituição também foi um pedido do Rogério, que queria ver ele também. O Rogério passou muita tranquilidade para a gente nesse momento, é uma pessoa muito presente”, disse ele.

Questionado sobre a ausência de Gabigol, Maurício preferiu sair pela tangente e passou a responsabilidade para a direção, que avalia punições cabíveis após o camisa 9 não se apresentar:

“Nós fomos comunicados que ele não viria. Mas o caso está entregue ao departamento de futebol e eles vão resolver da melhor forma”.

Com um pé nas oitavas, o Rubro-Negro volta as atenções para o Brasileiro. No domingo, a equipe recebe o América-MG, às 16h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui