O Flamengo venceu o Fortaleza por 2 a 1 nesta quarta-feira (23) pelo Brasileirão, mas o resultado foi ofuscado pela polêmica entre Rogério Ceni e Pedro. O atacante se irritou ao ser substituído e chutou uma garrafa de água. O treinador reprovou a atitude do jogador.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte – com os jornalistas Vinícius Mesquita, Renato Maurício Prado, Marluci Martins e José Trajano – os comentaristas analisaram a polêmica entre Pedro e Rogério Ceni e consideraram a atitude do treinador mais condenável do que a do atacante.

“O Pedro está levando um trauma de não disputar uma Olimpíada que é muito doloroso. Deve ter sido um golpe muito mal assimilado por ele. É um jogador que precisa de um apoio, de carinho. O Ceni é covarde quando expõe o jogador e não faz o mesmo com o Gabigol”, criticou Marluci, lembrando que o Flamengo não liberou o atacante para a disputa do torneio olímpico em Tóquio.

Trajano também condenou a atitude do treinador do Flamengo. “Acho que ele tem desvio de caráter. Não é a primeira vez que isso acontece. No início do trabalho dele no Flamengo, ele jogava a responsabilidade para os jogadores, dizendo que o trabalho estava sendo muito bem feito e os atletas estavam falhando.

Renato não escondeu sua indignação com Ceni. “Se eu fosse o Pedro e ele me substituísse deixando o Michael em campo, não ia chutar o banco, não. Ia chutar a bunda do Ceni. O Ceni é um brincalhão. Depois, ele resolve queimar o Pedro. Quando o Gabigol fez a mesma coisa, ou pior, ele fez algo? E vai querer criar caso com um jogador que já está meio incomodado com essa história de o Flamengo não o liberar para a seleção olímpica”, desabafou.

Marluci reconhece que o atacante errou ao demonstrar irritação ao ser substituído, mas ressaltou que a reação de Ceni deveria ter sido diferente. “O Pedro está errado, mas é um garoto que carrega uma dor muito grande por não ir à Olimpíada, enquanto outros jogadores estão disputando a Copa América. Acho que é uma coisa que pode atrapalhar. A gente pode dizer que o Pedro ainda está em formação. Ele tem direito de se chatear por uma substituição. Está errado em expressar da forma como expressou, mas o treinador tinha que ter a cabeça fria para organizar a cabeça do garoto e lhe mostrar que o caminho não é aquele”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui