O Flamengo conheceu sua primeira derrota fora de casa nesta temporada. O revés, diante do Juventude, neste domingo (27), foi analisado pelo treinador Rogério Ceni como resultado de uma influência direta do gramado. Em função das chuvas em Caxias, o campo estava encharcado, o que prejudicou a equipe do Flamengo, segundo o treinador.

“Jogamos num campo que foi trocado o gramado, oferecia boas condições, mas infelizmente desde ontem chove em Caxias e a bola prendia muito no campo. Nossa característica, que é justamente manter posse de bola, bons passes foi muito prejudicada”, afirmou em entrevista coletiva. Ceni buscou ajustar sua equipe ao que a partida pedia, colocando Rodrigo Muniz no lugar de Michael ainda no primeiro tempo, para ter mais alternativas em cruzamentos e disputas aéreas.

Dentre essas adaptações, Ceni ressaltou que pediu aos atletas o ajuste na saída de bola, uma vez que os toques curtos estavam prejudicados. Foi num erro nessa situação que o Juventude aproveitou e fez o gol que deu a vitória no jogo. “Nós temos que adaptar ao campo de jogo, infelizmente erramos numa falta de entender que era uma bola arriscada”, analisou. O treinador do Flamengo elogiou a equipe e ressaltou que mesmo com condições contrárias, criou boas chances, mas não foi o suficiente para evitar a derrota.

Rogério Ceni fez questão de falar que, caso a chuva não tivesse castigado o gramado, a expectativa era de um bom jogo. “É a situação da chuva, porque o gramado oferece excelentes condições de jogo. Todos os jogos que observamos antes de vir pra cá os times vieram aqui e conseguiram jogar, é um jogo bonito, a bola corre. Só que hoje estava muito difícil”, finalizou.

O Flamengo volta ainda neste domingo para o Rio de Janeiro. O rubro-negro inicia amanhã (28) a preparação para o confronto diante do Cuiabá. A partida acontece na próxima quinta (1), às 20h30, na Arena Pantanal, pela oitava rodada do Brasileirão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui