Apresentado como novo técnico do Flamengo, Renato Gaúcho conheceu as dependências do Ninho do Urubu e concedeu sua primeira entrevista como comandante rubro-negro. Em suas primeiras palavras, o treinador soltou frases de efeito e, com a voz embargada, reconheceu estar vivendo um momento especial.

“É um prazer estar aqui com essa oportunidade para treinar esse grande clube. Há uns três anos eu falei que tinha esse sonho e estou realizando. Todo treinador tem de pensar grande e alto. Treinar o Flamengo é a mesma coisa que treinar a seleção brasileira”, disse.

Renato seguiu elogiando o clube e fez afagos na torcida. Ele disse ser favorável ao retorno gradativo do público ao estádio, recordou seus tempos de jogador e disse que a pressão será grande dado o investimento feito pelo Fla. Quando treinava o Grêmio, ele disse que o Rubro-negro tinha “obrigação” de vencer por conta de todo dinheiro gasto.

“Quando eu jogava pelo Grêmio, tinha o sonho de jogar no Flamengo ao lado do Zico. Concretizei esse sonho e ganhei Brasileiro ao lado do Zico. Quem sonha alto, sonha em jogar e treinar o Flamengo. Se gastar R$ 100 vai ser cobrado, se gastar R$ 200 milhões vai ser cobrado por título. No momento em que você qualifica o grupo, as chances de vencer são maiores.”, disse ele, que completou:

“Há uns três anos falei que era meu sonho, é tão grande quanto a seleção brasileira. Todo treinador sonha em treinar o Flamengo. Estou bastante emocionado. Voltar ao Flamengo, voltar a pisar no Maracanã e estar ao lado deste grupo vencedor. O torcedor do Flamengo entendeu que sou um profissional e visto a camisa do clube. Sei da força do Flamengo e da torcida, espero que a torcida possa voltar ao Maracanã”.

Na próxima quarta-feira (14), Renato estreia pelo Fla em jogo diante do Defensa y Justicia (ARG), às 21h30, pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

Mais Renato

A volta

Há uns três anos falei que era meu sonho, é tão grande quanto a seleção brasileira. Todo treinador sonha em treinar o Flamengo. Estou bastante emocionado. Voltar ao Flamengo, voltar a pisar no Maracanã e estar ao lado deste grupo vencedor. O torcedor do Flamengo entendeu que sou um profissional e visto a camisa do clube. Sei da força do Flamengo e da torcida, espero que a torcida possa voltar ao Maracanã.

Base do Flamengo

Gosto de trabalhar com os garotos. No Maracanã, eu falei com as pessoas e pedi para marcarem um coletivo contra os garotos. Não tenho medo de lançar um garoto, mas tem de ser na hora certa e no momento certo. Gosto de dar oportunidades.

Resistência no Fla

Não me lembro de atritos com o clube e a torcida. No jogo do Zico, ele sempre brincava dizendo que sou ídolo, mas teve o gol de barriga. Torcedor pode ficar tranquilo que vamos trabalhar. A torcida pode ficar tranquila que trabalho não vai faltar.

Clube do coração

Quando eu jogava pelo Grêmio, tinha o sonho de jogar no Flamengo ao lado do Zico. Concretizei esse sonho e ganhei Brasileiro ao lado do Zico. Quem sonha alto, sonha em jogar e treinar o Flamengo.

Poderio financeiro do Fla

Se gastar R$ 100 vai ser cobrado, se gastar R$ 200 milhões vai ser cobrado por título. No momento em que você qualifica o grupo, as chances de vencer são maiores.

Análise sobre o elenco

É maravilhoso, é muito forte. Mas todos clubes querem conquistar. Qual clube que entra pensando em não ganhar? Elenco é forte.

Renato x Jesus

Jesus fez um excelente trabalho. Rogério e Dome tentaram, vou continuar tentando. Cada um tem seu trabalho e suas ideias.

Momento da carreira

Desafio do treinador é toda vez que ele chega no clube. Treinar o Flamengo e jogar no Flamengo é diferente. A cobrança é grande, mas gosto de desafios. Estou aqui para trabalhar e conquistar.

Volta do público

Com segurança e protocolos, sou a favor. Já joguei e sei o peso da torcida. Já joguei contra e sei o peso dessa torcida maravilhosa. É nosso 12º jogador. Boa parte do clube já está vacinado, sou a favor da volta com segurança.

Modelo

Trabalho sempre em busca da vitória. O Flamengo vai jogar para frente. Tenho minha forma de trabalhar.

Sonho

Muito emocionado. Depois de tudo acertado, falei: “estou muito emocionado”. Objetivo é conquistar. Não tem um treinador que não será cobrado se conquistar.

Zaga do Flamengo

Quando cheguei no Grêmio, o Arthur ia ser emprestado para o Ceará. Segurei e deu no que deu. Vou trocar ideias e ver o que está acontecendo. Eu gosto de passar muita confiança. É fundamental.

Fla 5 x 0 Grêmio

O homem lá de cima não agradou todo mundo. Por onde vou tenho todo o carinho da torcida do Flamengo. Aquele jogo o Flamengo mereceu ganhar, o Grêmio não estava na sua noite. Mas o Flamengo estava numa fase excepcional. Estou desse lado e vou trabalhar para dar continuidade a essas conquistas.

Respaldo da direção

Reforços todo treinador gosta de ter, mas nem sempre é possível. Importante é trabalhar com o que a gente tem aqui. Quanto ao Gabigol (punição ao jogador), eu não estava aqui, a decisão já tinha sido tomada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui