CBF vai endurecer protocolo em jogos

Sede da CBF no Rio de Janeiro (Foto: Cahê Mota/Globo Esporte)

A CBF vai recuar e aumentar as restrições de protocolos para prevenção de covid em jogos após a explosão de casos pela variante ômicron. A isenção de testes para vacinado e com alguns níveis de anticorpos deve cair no caso de jogadores e funcionários de equipes. A presença de público será analisada de acordo com as posições de autoridades públicas.

Com as festas de Ano Novo, houve aumento de casos de covid em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo. É o que mostram dados como aumento de testes e resultados positivos. A falta de dados do Ministério da Saúde dificulta traçar um quadro geral de quanto a pandemia se intensificou.

Neste cenário, a CBF analisa os protocolos para as competições de 2022. O médico-chefe da CBF, Jorge Pagura, que já havia dado veto à realização da Copa América de Futsal no país, reconheceu que é hora de dar alguns passos atrás.

— Ainda estamos analisando o impacto atual e nas próximas semanas! Alguns passos atrás serão dados principalmente no que tange a isenção de testagem para vacinados plenos e os que apresentavam alto níveis de anticorpos! Isso em termos de jogadores e CT e parte funcional!, disse Pagura.

— A observação dos índices nas próximas semanas juntamente com decisões das autoridades sanitárias locais nortearão o seguimento e normas específicas para a presença de público! Estamos diariamente avaliando cenários não só no Brasil como no Exterior onde as competições ainda ocorrem com público!

No final do Brasileiro e Copa do Brasil, os estádios estavam recebendo público pleno nos estádios. Nas últimas semanas, a prefeitura do Rio de Janeiro, por exemplo, cancelou o Carnaval de rua, mas manteve o evento na Sapucaí.

Pagura ressaltou que a ômicron tem características distintas das variantes que provocaram ondas anteriores. “A ômicron se comporta muito diferentemente das cepas anteriores! Rápida propagação e pouca morbidade! Nossa proposição será sem dúvida priorizando a ciência!”.

Na volta para o trabalho, a CBF fez uma varredura entre os funcionários e constatou um número de infectados, que ficaram trabalhado em casa. Além disso, foram suspensas as reuniões presenciais. Mas parte dos funcionários da entidade já voltou a trabalhar na sede.

Retirado de: UOL

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Últimas Notícias